Visite nosso canal no YouTube:

Visite nosso perfil no Facebook:


Siga-nos no Twitter:


 

Slade bate recorde de Elvis e Beatles 
(Parte 3)

 

     "You know how to skweeze me Woh Oh

You know how to pleeze me Woh Oh

You're learnin' it easy Woh Oh

And I thought you might like to know

When a girl's meaning yes, she says no"

        

        Mais um ano iniciava – 1973. O que faltava para o Slade conquistar? Austrália, Japão, Alemanha, Escandinávia, todos estava nas mãos do grupo. As paradas de sucesso eram deles. Mas e a América? Este era o mercado. Em 1972, os impostos britânicos "mordiam" 83% dos ganhos. Sucesso nos Estados Unidos significaria lucros maiores, sem os altíssimos descontos. Ah, George Harrison era mesmo um visionário, com sua ‘Taxman’, de 1966

        Como a Polydor americana simplesmente lançava os discos do grupo sem nenhuma divulgação, Chas Chandler decidiu não renovar o contrato de distribuição e assinar com a poderosa Warner Brothers. A invasão americana estava sendo preparada. Enquanto isso, um show no lendário London Palladium acontecia. Era parte das comemorações pela entrada da Inglaterra no Mercado Comum. Segundo a lenda, durante o show do Slade, os balcões superiores balançavam como uma gangorra, devido aos pulos dos fãs. Mas o pior aconteceu com os assentos da platéia: metade estava destruída após o show. O grupo nunca mais foi convidado para tocar no Palladium.

 

 

   

        Outra jogada de Chandler estava sendo posta em prática. No ano anterior, o compacto Mama Weer All Crazee Now entrou nas paradas direto no segundo lugar. Ou seja, que tal bater os Beatles e Elvis Presley, que tinham compactos que entraram direto em primeiro lugar? Naqueles dias, um artista podia ter um acetato de seu novo disco tocando nas rádios três semanas antes de seu lançamento. A estratégia do Slade seria obter o máximo de propaganda antes do lançamento oficial do novo compacto, gerando pedidos antecipados para o mesmo. Na Inglaterra, os novos lançamentos aconteciam tradicionalmente nas sextas-feiras, com os picos de vendas sendo na própria sexta e no sábado. O grande programa musical da TV era o Top Of The Pops, exibido nas quintas-feiras. No programa eram exibidos os clips das músicas que estavam nas paradas de sucesso. A jogada era obter maciça execução nas rádios, para o grupo aparecer no programa divulgando o novo compacto na véspera de seu lançamento! Como a parada das vendas era compilada na segunda-feira, de noite, eles teriam dois dias e meio de vendas para entrarem direto em primeiro lugar. E o disco Cum On Feel The Noize entrou direto em primeiro!!! E ficou nas paradas, em primeiro, por três semanas.

        Em Maio, o grupo embarca para os EUA. Dave Hill foi "moldado" para as platéias americanas: uma roupa com largas ombreiras, lembrando o uniforme dos jogadores de futebol americano. Entrevistas em estações de rádio, jornais, e não havia um hit para promover (graças à incompetência da Polydor). Mas os shows eram um relativo sucesso, já que tocavam em teatros para 2 mil pessoas, sempre lotados. Em Nova Iorque eles tocaram duas noites, na Academy of Music. Na platéia estavam os membros do KISS, do Twisted Sister e da Billy Squier Band. Mas estavam longe da histeria causada na Europa. Talvez pelo fato de seus discos serem "pesados demais" para as AMs (que só tocavam "As 40 Mais" das paradas), e "leves demais" para as FMs (que só tocavam músicas de LPs). Segundo comentários do Slade hoje, se naquela época existisse a MTV, as coisas teriam sido diferentes na América.

        De volta à Inglaterra, o novo compacto, Skweeze Me, Pleeze Me, também entrou direto nas paradas em primeiro lugar, fazendo do Slade o primeiro (e único!) artista a ter dois discos sucessivos entrando direto nas paradas em primeiro lugar.

        Mas a maior consagração viria durante a turnê inglesa, iniciada em junho. No dia 1o de julho, um domingo, o grupo foi tocar no famoso Earls Court Exhibition Centre. Eles haviam reservado o local com antecedência, mas foram o segundo grupo de rock a tocar lá. David Bowie e seus Spiders From Mars tocaram em junho, show que foi um tremendo fiasco. Mas para o Slade as coisas foram muito diferentes. Haviam mais cartolas (e fraques vermelhos!!) naquele domingo do que em qualquer evento social. Os 18 mil fãs foram à loucura com o mestre de cerimônias e cantor-com-voz-de-gralha-esganiçada Noddy Holder, com o baixo arrebatador de Jim Lea, com os riffs e a purpurina de Dave Hill, e com a marcante bateria de Don Powell. Os quatro meninos de Wolverhampton eram agora ídolos nacionais.

        Mas a vida prega peças nas pessoas. No dia 4 de julho, o baterista Don Powell sofre um trágico acidente de carro, onde sua namorada morre e ele fica em coma por vários dias. No fim de semana seguinte o grupo havia acertado a participação em um show na Isle of Man. Não havia como desmarcar e o irmão de Jim Lea, Frank, tocou bateria neste dia. No final de agosto o grupo embarcou para mais uma turnê americana, com Don Powell de volta à bateria! As únicas seqüelas do acidente, que persistem até hoje, são lapsos de memória (ele precisa anotar tudo o que acontece, pois vai esquecer em seguida!), e a total perda do paladar! Cenas hilárias aconteciam nos shows, pois Don parava e perguntava para Jim: "o que eu toco agora?," totalmente em pânico pela amnésia. A resposta era: bang, bang, bang!!! Durante a passagem por Nova Iorque, o grupo gravou um novo compacto, no Record Plant Studio, na mesma semana em que John Lennon estava gravando o disco Mind Games. Jim Lea ficou eufórico em usar o mesmo piano que John!

        E o grupo, em pleno verão americano, gravou Merry Xmas Everybody, cantando a maior parte do refrão nos corredores do estúdio Receberam comentários do tipo "que ingleses babacas", por parte dos nova-iorquinos presentes. A turnê correu vários estados americanos e incluiu o Canadá. Tocaram com artistas como Johnny Winter, Humble Pie, Steele Dan e Black Oak Arkansas.

        Na Inglaterra, o novo compacto My Friend Stan só chegou ao segundo lugar", o que decepcionou a banda e seu empresário. Será que a "estratégia" dos primeiros lugares não funcionava mais? As composições já não eram sucesso?

        Para acalmar os ânimos, a coletânea Sladest, ficou em primeiro lugar durante três semanas. Isto devolveu a alegria a dupla de compositores, Noddy e Jim.

        Mas o grande sucesso veio em dezembro: Merry Xmas Everybody entrou direto em primeiro lugar, o terceiro do grupo a fazê-lo, tornando-se um recorde imbatível até os dias de hoje!

        Este disco, que vendeu 300 mil cópias é, ao lado de Happy Christmas (War Is Over), de John Lennon, a música padrão de Natal, tocada nas rádios até hoje na Inglaterra!

 

"To 1974, We Just Wanna A Little Bit"

 

Discografia (parte 3)


- CS Cum On Feel The Noize / I’m Mee, I’m Now, An’ That’s Orl (Polydor 2058 339) – 23/02/1973

- CS Skweeze Me, Pleeze Me / Kill ‘Em At The Hot Club Tonite (Polydor 2058 377) – 22/06/1973

- CS My Friend Stan / My Town (Polydor 2058 407) – 28/09/1973

- LP Sladest (Polydor 2442 119) – 28/09/1973

- CS Merry Xmas Everybody / Don’t Blame Me (Polydor 2058 422) – 07/12/1973


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            

    APOIO:

 
 
 
Copyright 2010
Todos os direitos reservados a Pugialli Produções Artísticas Ltda.
Site melhor visualizado em 1024 x 768